Número total de visualizações de página

31 de maio de 2014

Kitanço Nagazoza 20 (Pronta)

Vinte episódios depois fecho este capitulo da vida da minha Lambretta LI150.
Acabadinha de regressar do campo de hibernação, a "Handa Nagazoza", estava ansiosa por esticar as pernas. Fomos dar um voltinha pelo Porto, com paragem obrigatória pela Velo Culture, claro.
Soube bem sentir força nos braços ao acelerar.
O meu obrigado à Motocentral, que estudou e desenvolveu o motor desta Lambretta, conseguindo fazer exatamente o que se tinha proposto: Uma Lambretta despachada sem ser para corridas.
Parabéns Ribeiro e Miguel.
A todos os meus amigos, entusiastas destas máquinas antigas, que ao longo deste tempo me foram ensinando, dando dicas e conselhos, muito obrigado.
Um pouco de vós está naquela máquina.
Por isso quando eu for passear, vocês também vão comigo.








4 comentários:

  1. Rui,

    Isso está com um ar de corridas, com as fitas na óptica. :-)
    Sempre vais levar a segunda sela ?

    Abraço,
    Vasco

    ResponderEliminar
  2. Sim, vão as duas selas. A ideia das fitas surgiu quando estava a isolar uns fios :)

    ResponderEliminar
  3. LINDA!!! Parabens Rui, estou desejoso de a ver andar e ouvir o som.
    Vê lá... na 5ª feira não estragues nada antes a caminho do sul :)

    Paulo

    ResponderEliminar