Número total de visualizações de página

16 de fevereiro de 2015

Berg 1000 Km

No Inverno de 2011/12, escolhi para meu projeto a construção de um Tandem, história explicada aqui. Na altura e para me ajudar a cria-lo, o Miguel Barbot da Veloculture ofereceu-me para dadora de peças uma bicicleta incompleta que tinha no fundo da garagem, uma Berg Trail Rock 2.1. Pouco mais do que uma bicicleta de montanha de supermercado. Vinha equipada com uns pneus fininhos de estrada, reveladores da utilização citadina que tinha tido a levar o miúdo à escola e a ir às compras. Fiquei com pena de estragar uma máquina quase funcional e em vez de a canibalizar, completei-a. Selim, pedaleira, corrente, pneus e ficou pronta para andar.

Uns tempos depois, desafiado pelo meu cunhado, comecei a usa-la numas incursões pela lama, pedra e terra.
Como rapidamente a pouca qualidade dos componentes começou a fazer-se sentir, fui trocando-os para uns melhores, até ficar com uma bicicleta suficiente para montanha e a um custo (muito) controlado.

Rapidamente percebi que andar de bicicleta pelos montes é muito mais que exercício físico. É também diversão e passeio. Entusiasmado, comecei a andar com mais regularidade, até que a levei agora à marca dos 1000Km's.
Pelo caminho foram ficando imagens.













Foto de Pedro Brochado Lemos
Foto de Pedro Brochado Lemos
Foto de Pedro Brochado Lemos
Foto de Pedro Brochado Lemos




Foto de Pedro Brochado Lemos









Obrigado Berg



Sem comentários:

Enviar um comentário